segunda-feira, 31 de agosto de 2015

"Não quero ter razão, quero ser feliz!"

As pessoas não entendem este meu jeito de ser, não entendem porque não faço o que é politicamente correcto, porque corro atrás de sonhos, porque rejeito tudo o que não me enche o coração.
As pessoas não entendem que escolhi ser feliz mesmo que os outros não entendam essa felicidade, que não faço fretes porque dizer que sim quando se quer dizer que não mata sempre um bocadinho, que prefiro sorrir com a alma do que gritar aos 7 ventos uma aparente felicidade...
As pessoas não entendem que se pode estar completa estando sozinha e que estar sozinha não é o mesmo que estar só, que se possa ter sonhos sem ser os que a sociedade nos impõe e que é possível voar todos os dias um bocadinho mais alto mesmo que os outros jurem a pés juntos que não estamos a sair do chão.
As pessoas não entendem que não precisamos de passar o dia acelerados e que devagar também se vai longe e que por vezes os passos pequenos trazem as maiores recompensas...
As pessoas não entendem e eu não me dou ao trabalho de explicar, ninguém precisa de explicar o seu jeito de ser, a sua maneira de estar e a sua forma de sonhar.


Eu acredito em mim, os outros se quiserem que acreditem também...