quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Há dias assim...

Há  músicas, sons, cheiros, lugares que nos fazem voltar ao passado sem que o consigamos evitar.
Hoje voltei ao passado, hoje senti-me esmagada pelas lembranças, hoje tive de me sentar em frente ao Rio e respirar fundo enquanto me recordava dos abraços, dos beijos, dos sorrisos, dos sonhos, das borboletas...
Hoje tive de deixar o passado voltar e enquanto ele voltava senti as lágrimas  caírem e fui inundada por saudades. Não sei se de ti, se de nós ou se simplesmente de quem eu era quando estava contigo e acreditava no para sempre, de quando achava que o amor nunca podia ser em vão, que os planos seriam sempre realizados, que o futuro era uma porta para abrir a dois e que estava já ali ao lado, quando não duvidava de nada do que dizias e o teu sorriso bastava-me para o mundo fazer sentido.

Senti o teu cheiro em todas as pessoas que passaram,  lembrei-me da tua gargalhada em todos os sorrisos que vi, senti o teu toque sempre que o vento soprava, mas tu não  estavas ali, tu nunca voltarás a estar ali - pelo menos comigo...

Respirei fundo, arrumei cada uma das lembranças na caixinha do passado, tranquei-as novamente  no fundo da memória e limpei as lágrimas. Porque o que foi não volta mais, porque as saudades não pagam contas e porque todos os dias são uma nova oportunidade de ser feliz.

O caminho é em frente, um passo de cada vez... um dia eu chego ao meu destino, seja lá ele qual for...